A importância dos pequenos nadas!

É humanamente impossível não nos sentirmos tristes, preocupados ou receosos, tendo em conta os últimos acontecimentos na Europa e no mundo… uma guerra (seja ela qual for, onde for e por que motivos for) não tem nunca vencedores quando, por causa dela, se morre e se mata…
Há quem possa ajudar de forma muito concreta as vítimas de uma guerra com doações de bens ou dinheiro para as organizações nacionais ou internacionais que estão a apoiar os refugiados e os feridos… há quem possa disponibilizar uma cama, comida e segurança a uma família que chega fugida da guerra… há quem possa participar em manifestações e vigílias como forma de mostrar o seu apoio a todas as vítimas… há quem possa rezar pela paz, orar pelo cessar-fogo imediato, enviar boas energias para que o conflito termine o mais depressa possível…
Existem muitas formas diferentes de ajudar quem não conhecemos mas sabemos que lá (não muito) longe foge de uma guerra ou fica para lutar pelo seu país. Esta solidariedade em massa traz-me um pouco de fé na humanidade! Gratidão!

Mas também existem muitas formas de ajudar aqueles que não fogem de uma guerra nem estão feridos de morte… existem muitos pequenos nadas que todos podemos fazer todos os dias… coisas insignificantes que ganham todo um significado quando tocam o coração de quem precisa.
Um sorriso, um abraço, um gesto de carinho, uma palavra de incentivo podem, de facto, fazer a diferença na vida de uma pessoa que se sente triste, desprotegida, sozinha ou abandonada, doente…
Não temos forma de saber quem à nossa volta sofre mas temos muitas formas de sermos gentis.
Com os outros e, sobretudo, connosco.
Não temos forma de saber se as pessoas com quem nos cruzamos estão a travar a maior batalha das suas vidas mas podemos oferecer amor, ser amor, vibrar em amor.
Pelos outros e, sobretudo, por nós!

«Num mundo em que podes ser o que quiseres, sê gentil!»

O que é o yoga para crianças?

IMG_8548-2
A metodologia de yoga para crianças que sigo nos meus livros, nas minhas sessões de «Yoga entre Histórias» e nas...

As sessões de Yoga entre Histórias estão de volta!

yoga em familia
Famílias de Lisboa e do Algarve (para já) anotem nas vossas agendas: as sessões presenciais para pequenos e grandes yoguis...

A gratidão sentida pelo coração e explicada pela ciência

coracao
Sentirmos que estamos gratos por algo que acontece na nossa vida é uma forma de devolvermos ao universo todas as...

LIVROS DA COLEÇÃO